Devagarinho eu chego lá

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Jantar....


É comum ouvirmos alguém dizer que normalmente não janta. O que isso quer dizer é que não é feita uma refeição tradicional, de garfo, a pessoa limita-se a petiscar “qualquer coisa”. Confira se o faz corretamente.

A substituição do jantar tradicional (com sopa, prato principal e fruta) por lanches está a tornar-se cada vez mais frequente. A falta de tempo para preparação da refeição, a dificuldade de preparar uma refeição completa após um dia cansativo de trabalho, a comodidade oferecida pelos alimentos prontos ou semi prontos, são apenas alguns dos fatores que podem estar a contribuir para este fenômeno.

Há quem o faça por achar que uma refeição completa será mais “pesada” do que um pequeno lanche. Mas nestas questões da alimentação, quantidade não é qualidade. Um pequeno lanche constituído por um ou dois salgadinhos e por um refrigerante é, normalmente, mais calórico e menos nutritivo do quer um prato de comida “normal”.

Dependendo do tipo de trabalho que se tem e do tempo disponível para as refeições durante o dia, o jantar pode assumir diferentes graus de importância. Assim, se uma pessoa tem tempo para fazer uma refeição completa à hora de almoço e um pequeno lanche a meio da tarde, o jantar pode ser leve, apenas um complemento. Por outro lado, para quem não tem tempo de fazer tranquilamente uma refeição completa e equilibrada à hora de almoço, o jantar passa a ter uma grande importância, devendo ser uma refeição de boa qualidade e completa, ainda que seja em quantidade pequena.

Em qualquer dos casos, o jantar deve ser sempre constituído por alimentos de fácil digestão, principalmente se dorme cedo, para evitar má digestão e comprometimento do sono. Um excesso de alimentos à noite está, muitas vezes, na origem da falta de apetite que muitas pessoas sentem de manhã.

Mas estas substituições não são sempre bem feitas e um dos principais efeitos que resultam daí são o ganho de peso corporal, com aumento também da taxa de gordura no sangue. Isto é resultado da composição dos referidos lanches, que podem ser leves no peso mas que são normalmente constituídos por alimentos de alto valor calórico, com grandes quantidades de gordura adicionadas e/ou escondidas.

Um exemplo típico do que acaba de ser dito são as refeições constituídas por pão ou tostas, barradas gentilmente com manteiga ou queijos gordos, ou charcutaria variada, compotas e geleias, etc.

Como esta refeição parece leve acrescenta-se-lhe 1 ou 2 iogurtes, ou 1 copo de refrigerante, ou 2 peças de fruta, ou uma taça cheia de cereais com leite, ou 1 ou 2 croquetes (tão pequeninos!),... e o total de calorias ingeridas é quase sempre superior ao que seria se comesse uma refeição tradicional.

Como deve ser afinal o jantar?

De uma forma geral, o jantar deve ser uma refeição leve, constituída por alimentos de fácil digestão e em pequenas ou moderadas quantidades, em função das necessidades de cada um.

Coma em quantidades moderadas alimentos ricos em hidratos de carbono complexos e pobres em gorduras saturadas. Assim, privilegie as massas, o arroz, o pão de mistura ou integral, acompanhados com vegetais (na forma de saladas, sopas, legumes cozidos) temperados com um pouco de azeite. É importante haver uma fonte de proteínas que contenha pouca gordura e colesterol. Assim, acrescente um pouco de carne magra, peixe, lacticínios pouco gordos (leite, iogurtes, queijos magros).

A fruta pode completar a refeição, especialmente se ainda não tiver comido 3 peças nesse dia.


Nut. Florbela Mendes
Lisboa - Portugal
Site: http://www.florbelamendes.net/

Gentemmmmm

Fui parar no médico hoje, acreditam??

Estou com o ouvido inflamado.. doendo muito..
Mas não vou deixar de ir na ginastica a noite..
Ja estou tomando remédio e ja ja estarei melhor..
Mas dormi muito mal essa noite e estou com a sensação de água no ouvido, é horrivel.

Ontem a minha alimentação foi certinha.
Fui na aula de volei, me diverti muito..
E fiz exercicio o que é mais importante né.




BEIJOCAS NO CORAÇÃO

18 comentários:

·★.•*♡Tirando de Letra•*♡.★·

Antes de tudo: Obrigada pela força!

Graci, adorei a matéria. O jantar é uma das principais refeições, mas "temos" o hábito de tratá-lo como um lanchinho qualquer... Vou ficar mais atenta! Valeu! Um abraço e melhoras!!!!

Nanna (Carla Renata)

eu geralmente no jantar ou é sopa ..ou shake (só que no diet way eu acrescento uma fruta, aveia e linhaça),,, e qto ao ouvido..trata direitinho viu..bjs e uma ótima quarta

Ana

Graci te indiquei para o selinho..mas depois que eu vi que partiu daqui!!!
Tudo bem... fica a indicacao e o carinho que tenho por voce!!!
bju

Engª Karine Pimenta

Olha, eu nunca fui de jantar. Eu não acho que combina..sei lá.

Mas concordo que tem que ser leve.

bjs

Fran

Oi linda!! é no jantar que eu sempre me perco na RA, sempre chego em casa cansada e com uma fome de leão... agora aprendi, sempre tenho um pote de gelatina diet(10cal) na geladera, quando chego morta de fome eu como ela e se eu continuar com um pouco de fome aí sim vou com calma preparar uma refeição balanceada pra mim... foi a gelatina que me ajudou a não atacar tudo o q tem na geladeira rrss... parabéns pela determinação de ir malhar mesmo doente mas tome cuidado para não piorar, as vezes tudo o q precisamos é de um descanço e um boa canja(levinha)... bjos

Naine e Zanza e um unico ideal!!!

[naine]obrigada pela dica graci uma otima terça e melhoras para o ouvido doi demais eu sei bjs!

Coisas de Clarita

Jantar ou não jantar? eis a questao.
faço janta na marra, senao marido fica bicudo, pq vou cozinhando e vaia brindo o apetite. Mas ja aprendi a controlar o que levo a boca, ta funcionando...

menina, tadinha de vc dor de ouvido é o pior q tem, foi o banho de chuva, rsrsrsrs

Se cuida

Jessica

oi flor se cuida, pq dor de ouvida é triste hein.

bjs e avante

ALESSANDRA KARINA

Oi

Eu fiz o patê e realmente fica delicioso!

Beijus

Luciana Kotaka

Olá minha comentarista número um,espero que melhore rápido, pois é muito chato dor de ouvido. Quanto a sua postagem, ótima, nada de pular refeições a noite e sim se alimentar de forma correta. Beijocas lindinha

Liana

Muito legal esse artigo sobre o jantar. é verdade. Eu nunca faço janta "normal",mas pensando bem, às vezes o que eu consumo ultrapassa as calorias de um jantar normal. Nossa... esse artigo me fez refletir bastante.

Melhoras!
Um beijo e inté amanhã!

Pati

Oi linda... espero que vc esteja melhor do seu ouvidinho..eita dorzinha chata...
Olhe, a janta era um obstáculo pra mim antes da RA, agora estou mais moderada... antes era a dieta da lua , a lua aparecia e a fome aumentava kkkkkkkkkk agora dei um jeito na minha compulsão... Bjos

Gisele

Eu janto mas estou indo na nutri e fica tudo dentro do que ela indicou. Valeu pela força!

Bárbara

Olha.. janta é realmente uma refeição complicada, mas se souber se alimentar é nota mil!

Supervisora, eu agradeço a preocupação, mas não esquente, que minha "boca fechada" é sinonimo de "sem doces, salgados e fast foods" (:

Eu agradeço muito por poder sempre contar com vc!
Beijo!

Camila

Melhoras pra vc! Parabéns pela determinacao, mas só vá pra ginástica se estiver melhor mesmo, heim!!!!

Bjocaaaa

Aline Satiko

Amiga, obrigada por sempre estar passando no meu blog!
Adoro suas visitas!
E melhoras!!!
Dor de ouvido enlouquece!!!!
Eu sempre tenho, e sei que dor impertinente é essa!
bjs e se cuida!

*VAN* Emagrecendo...

Oi flor...nossa essas pessoas não tem noçaõ né...rsrsr...eu por exemplo!!! Comi um pão com salsicha hoje no lugar da janta...nada bom...rsrrs
adorei o post*
bjo flor*

Batalhadora

Oi,Flor!pois é essa questão do jantar é meio polêmica td depende do que a gente vai ingerir né. eu as vezes janto outras tomo café depende da mniha fome eo que está disponível pra comer se sobrou algo do almoço eu janto se não fico no café mesmo,kkk.
Uma ótima quinta!
Cuide-se!
Beijosss

Blogger template 'FlowerFlush' by Ourblogtemplates.com 2008